Enquanto eu não aprendo a amar

  Se eu te disser que nunca me arrisquei, estaria mentindo. Você sabe muito bem que me entregar à você foi um tiro no escuro, foi brincar com fogo ignorando um possível medo de sair queimada ou de te queimar. Encarei a roleta russa. Corri em uma rodovia sozinha na noite. Eu fui longe no pior risco, […]

Leia mais Enquanto eu não aprendo a amar

Morena musa

 Manhã de sol, de céu azul, com os braços abertos para um corpo moreno banhar-se nessa imensidão ofuscante, bronzeando-se dourado por amor ao Sol.  Ah, quisera eu ter domínio do clima para que todos os dias fossem assim, e eu pudesse te ver sorrindo com os olhos, de frente por mar.

Leia mais Morena musa

No banco da frente

  No banco do passageiro eu me encontrei, não dá pra negar. Quando olho pros seus braços estendidos até o volante, sinto que não deveria estar em nenhum outro lugar.   Costumo passar alguns minutinhos te observando, o jeito como você canta junto com as musicas do rádio enche todo o carro com seu humor […]

Leia mais No banco da frente

AS NUVENS

   Talvez eu tenha me convencido que o ato de aceitar seja a melhor opção. Então me rendo porque não tenho mais pra onde correr. Já que me desviei do caminho na fuga inicial.

Leia mais AS NUVENS

PARA A MELHOR II

  Eu sonhei com ela. E ela estava aqui. Seus cabelos não mais verdes, nem azuis, mas ainda assim, sereia. Sua pele combinava com os cabelos agora. Tudo muito pálido e lindo. 

Leia mais PARA A MELHOR II

Armadilha

  Às vezes chega o momento de admitir que não dá mais. Que está cansado demais para aceitar, cansado demais pra sorrir e fingir que tudo está como antes. Às vezes é necessário dizer pra si mesmo, de alguma forma, que não se pode seguir em frente. Que é hora de parar, repensar, pegar outro caminho […]

Leia mais Armadilha